Indicamos: Nobunaga no Shinobi

Mantendo a assiduidade do blog com nova indicação de anime curto!

nobunaga no shinobi comentários review análise

 

Sucedendo espiritualmente o texto da semana passada, hoje indicarei mais um anime curtinho: Nobunaga no Shinobi. Em específico, sua primeira temporada, já que a segunda ainda está em andamento.

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

 

Adaptado de um mangá de comédia da revista Young Animal (a mesma de Berserk e Sangatsu no Lion), o anime nos trás a história de Chidori, uma ninja meio sem noção, a serviço de um certo daimyou, o emblemático Oda Nobunaga. No entanto, ainda que inicialmente você tenha a impressão de que o enredo manterá seu foco na jovem ninja, e quem sabe em suas peripécias e seu convívio com o daimyou, o que se percebe com o tempo é que o gênero principal da obra é histórico. Algo inusitado, já que a lenda de Nobunaga é tão conhecida no Japão, tão presente no imaginário coletivo, que não consigo puxar de cabeça nenhum outro anime que opte por revisar os fatos por trás da lenda. O que vemos, normalmente, são incontáveis obras usando a figura lendária de Nobunaga em incontáveis outros contextos. Ele já foi vilão (Youtouden, Pokémon Conquest), já foi um ser etéreo em outro mundo (Drifters), já entrou em negação (Nobunaga Concerto), já pilotou mecha (Nobunaga The Fool), já foi até mesmo uma garotinha (Sengoku Otome, The Ambition of Oda Nobuna). Porém, nunca vi Nobunaga sendo Nobunaga!

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

Você prefere o Oda Nobunaga (e seu Zekrom) de Pokémon Conquest…

konachan-com-239149-black_hair-cape-chain-fate_grand_order-fate_series-hat-headdress-koruta_nekoimo-long_hair-nobunaga_oda_fate-petals-red_eyes-waifu2x

…ou um Oda Nobunaga versão waifu em Fate/Grand Order?

 

Desse modo, em Nobunaga no Shinobi temos um personagem (supostamente) histórico. Digo isso pois é preciso alguma liberdade poética na hora de se reproduzir um mito, ainda mais numa obra de comédia. Ainda assim, como o mito de Nobunaga é relativamente recente (em comparação à mitologia grega, por exemplo), digamos que o percurso histórico do daimyou foi, no mínimo, bem representado na obra. E nesse quesito, o uso que o anime dá a Chidori acaba sendo interessantíssimo. Pois ela, como uma ninja, afirma ao seu contratante que sua principal função é ser invisível, é desaparecer, como romanticamente esperamos de ninjas na ficção. E assim, temos que o imenso elenco de personagens de Nobunaga no Shinobi é composto quase totalmente de figuras históricas do período Sengoku – exceto por Chidori. É uma grande sacada. É genial que a única personagem “extra” no suposto documentário histórico narrado em Nobunaga no Shinobi seja, em seu próprio ofício, invisível. O que inclusive dá margem para a imaginação do espectador, é claro. Afinal, se ninjas estiveram envolvidos nas conquistas do Nobunaga real, eles naturalmente não foram parar nos livros de história japonesa. Eles se mantiveram nas sombras, como Chidori bem o faz.

 

eb8000ddfe01dad2cfa

Chidori e o cast de personagens históricos (e talvez histéricos)

 

Quanto ao formato da obra, é interessante assistir a um elenco grande sendo, na medida do possível, bem trabalhado num anime de 3 minutos por episódio! O mangá também realiza a proeza, sendo em formato yonkoma (tirinhas cômicas de 4 quadros). Tanto em 3 minutos de anime quanto em 4 quadros de mangá, há tempo mais que suficiente para entregar piadas rápidas e espertas, e ainda progredir minimamente com a história. O ritmo é, sim, frenético; mas satisfatório, prazeroso de se acompanhar.

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

Uma página de yonkoma se lê de coluna em coluna: os primeiros 4 quadros de cima pra baixo, depois os próximos 4, e assim por diante

 

O tom cômico, ademais, abrange desde referências a outros animes (como quando satiriza Naruto), à cultura otaku (classificando uma personagem como “tsundere”), à própria história do Japão que está sendo narrada (“tal personagem diz isso agora, mas dali a X anos irá mudar de ideia”). Aliás, sobre o humor relacionado aos personagens, penso que as melhores piadas de Nobunaga no Shinobi envolvam quebra de expectativa: Chidori é fofa e atrapalhada, mas é uma ninja invencível; Hanbei Takenaka é um grande estrategista, mas sua saúde é exageradamente frágil; Kichou é a corajosa esposa do poderoso Nobunaga, mas é avoada e vive dando bola fora; o próprio Nobunaga é um líder firme e decidido, mas que não resiste a álcool e doces.

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

Em 3 minutos de episódio, você terá de 5 à 10 punchlines; quase todas quebrando a expectativa criada inicialmente

 

Agora, se é que posso dar ao leitor um “spoiler histórico”, saiba que nessa primeira temporada do anime já fomos apresentados ao futuro assassino de Nobunaga. Leia por sua conta e risco o restante desse parágrafo, mas recordo o leitor acostumado com animes e mangás que o caso da morte do daimyou é relativamente famoso. Assemelhando-se a certa narrativa bíblica, foi um dos homens de confiança de Nobunaga quem o traiu e matou: o general Akechi Mitsuhide. Ainda hoje, há controvérsia entre os estudiosos acerca dos motivos da traição – e acerca da própria causa da morte do daimyou. Nunca saberemos como realmente faleceu o Nobunaga histórico, porém será que Nobunaga no Shinobi discutirá a questão? Nos resta descobrir na atual segunda temporada.

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

Akechi “Judas” Mitsuhide

 

Por fim, quanto aos aspectos técnicos, Nobunaga no Shinobi apresenta animação simples, como tende a ser com animes curtos, mas com um valor digno de produção. Contudo, o que há de mais marcante na obra é sua trilha sonora, com temas e instrumentação que remetem ao período Sengoku. O mérito é de Kazuya Tanaka (diretor de som) e de Toshio Masuda  (compositor), a mesma dupla responsável pela indiscutível trilha de Mushishi. Tanaka, e aqui registro apenas a curiosidade, também foi diretor de som em Tonkatsu DJ Agetarou. Masuda ainda compôs para o Naruto clássico, outro anime famoso pelas ótimas músicas que nos fazem sentir tanta nostalgia por um Japão feudal que nunca conhecemos.

 

nobunaga no shinobi comentários review análise

 

Fica a indicação da semana, com Nobunaga no Shinobi. Não deixe de acompanhar o Otaku Pós-Moderno, pois toda sexta-feira trazemos novas indicações, e artigos variados no restante dos dias! Ittekimasu!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s