BEDA #04 – Como Comecei A Assistir Animes

E aí pessoal, tudo bem com vocês? Chegando aqui em mais uma etapa do BEDA para falar com vocês um assunto mais pessoal, que tem relação com animes, é claro. Então vamos nessa?

beda 04 blog everyday april abril 2017 opm comentarios animes infancia tv manchete sbt cartoon network


BEDA #04

Muitos de vocês já devem estar pensando “AH, começou a ver anime assistindo TV”, “Claro que foi na Manchete”, sim, mas não considero que entrei de cabeça naquela época. Vários motivos levam a essa minha opinião, o primeiro deles é que eu não lembro se era assíduo telespectador da TV Manchete nesse horário, pelo que eu me lembro, eu assistia com uma certa frequência, mas não tanto assim. E eu tinha álbum de figurinhas, vi o filme do Abel no cinema, tinha álbum do filme do Abel até. Yu Yu Hakusho, por exemplo, eu nem lembrava da história, só fui saber mesmo quando assisti na volta pelo Cartoon Network em 2004. Eu só lembrava do episódio do beijo pra ressuscitar o Yusuke, mais nada. Eu nem me lembrava na época de como era a dublagem, Cavaleiros do Zodíaco era outro que eu não lembrava da dublagem da época, a da Gota Mágica, só me lembrava das vozes do Hyoga e do Ikki porque eram (e até hoje são) as vozes mais impactantes dos personagens principais. Quando eu fui ver depois de 2004 um dos filmes de Cavaleiros, a voz do Seiya era completamente diferente da atual voz do Hermes Barolli. Sim, eu sei que ele era adolescente quando tava fazendo a primeira dublagem, nem tô criticando, mas não imaginava algo tão diferente. E outro motivo que eu considero isso, é o fato de que eu nem sabia, assim como a maioria do povo, o que era anime. Eu nem sabia que esses desenhos eram feitos no Japão. Nessa época da minha infância, entre 95 e 97, o pessoal discutia se o nome verdadeiro era Os Cavaleiros do Zodíaco ou El Caballeros del Zodíaco, sério, existia essa discussão. Só fui saber ouvir falar do nome Saint Seiya depois de adolescente.

 

beda 04 blog everyday april abril 2017 opm comentarios animes infancia tv manchete os cavaleiros do zodiaco saint seiya

Olha a manga e o peito, tá escrito “Los Caballeros del Zodíaco”. Sim, esse é o meu irmão em 1997.

 

Era só isso que eu assistia? Não. Eu via Cavaleiros, mas também via Fly no SBT (era no programa do Sergio Mallandro), que eu comecei a acompanhar, mas na época não consegui acompanhar completamente infelizmente, só fui saber como “termina” o anime, porque eu li o mangá até pouco depois de onde o anime terminou. Sailor Moon eu só olhava de vez em quando, não lembro o porquê de não acompanhar. Samurai Warriors e Street Fighter II Victory (também do SBT) que foram os primeiros animes que lembro de ter assistido todos. Street Fighter porque se tratava do anime do meu jogo favorito (antes de eu conhecer e jogar Pokémon) e o segundo eu acompanhei mais de perto, vi estreia, comprei o boneco do Hector (e perdi o capacete da armadura) e vi até o final. Embora eu preciso rever Samurai Warriors e assistir os OVAs que servem de continuação e que nunca foram dublados. Sim, ainda nessa época eu não sabia direito que eram animações japonesas e o que diabos era anime. O primeiro tinha na dublagem os protagonistas com nomes de Hector, César, Jorge, Tristan e Tommy, quando se é criança, fica difícil acreditar que se trata de japoneses. O segundo era baseado em jogo de videogame que eu nem sabia que era japonês, ainda mais que os jogos da franquia vinham pra cá com tudo em inglês. Graças a Street Fighter que surgiu o primeiro filme que eu odiei (e odeio até hoje) na vida. Adivinha qual é? Esse mesmo, Street Fighter: O Filme. Já comecei odiando em ver que botaram Ryu e Ken como coadjuvantes DO GUILE. Guile protagonista de filme? Pelo amor de Deus.
E ia me esquecendo, teve até o caso da primeira transmissão do Dragon Ball que foi um misto de não acompanhei direito com o SBT não passou nem metade do anime.
Dá pra perceber que quando éramos crianças, não acompanhávamos nada direito, né?
E só depois de anos que fui saber que Mega Man também era um anime. Tá até listado no MyAnimeList, é sério. Tá aqui, ó. Assim como fui saber só agora enquanto escrevia esse texto, que O Pequeno Príncipe que passava no SBT era um anime. E sim, esse anime não passou completo. OK, na verdade eu tinha minhas suspeitas sobre isso, mas só fui ter certeza agora.

 

beda 04 blog everyday april abril 2017 opm comentarios animes infancia sbt tv fly dragon quest

Nostálgico por nós e injustiçado pelos japoneses

 

Mas continuando no assunto, outro motivo pelo qual eu julgo que não entrei de cabeça ainda naquela época, é que os animes não eram os desenhos que eu mais assistia. Eu assistia muito mais desenhos dos Looney Tunes, Hanna-Barbera, Disney, Tom & Jerry, Doug, até mesmo no início dos originais do Cartoon Network. Então eu gostava mais desses desenhos que passavam na TV aberta, no Disney Club (que era o nome do programa a maior parte do tempo, só foi ser Cruj no final), da Cultura e por aí vai.
Não tinha TV a cabo até o final de 1998 (e isso faz quase 20 anos), então o que tinha de anime pra assistir, era na TV aberta, e em 98, a Manchete tava caminhando pra falência, nessa época, tinha dia que não tinha anime e até não tinha o canal no ar.

 

beda 04 blog everyday april abril 2017 opm comentarios animes infancia tv space jam looney tunes michael jordan nba

20 anos atrás, eu via muito mais isso do que animes. E sim, ainda acho Space Jam fantástico.

 

Aí vocês vão me perguntar quando que entrei de cabeça, e vou responder com o que está na descrição do meu perfil, Pokémon. Foi nas minhas férias de 1999 que vi o anime de Ash e Pikachu pela primeira vez, no programa da Eliana (que é melhor que a Xuxa em todos os aspectos, inclusive mais bonita e gost… EPA, OLHA A BAIXARIA), que assim como aconteceu com várias pessoas (principalmente crianças, mas tiveram muitos adolescentes e até adultos), eu fui pego nessa que é uma das grandes coqueluches japonesas em termos de animes. Eu e meu irmão ficamos apaixonados por Pokémon, inclusive era terrível o fato de que eu estudava de manhã (por isso não peguei a estreia) e saía correndo da escola que fui estudar (troquei de escola no segundo semestre e ela era perto de casa) pra tentar pegar o episódio no programa da Eliana. Só que pouco tempo depois veio a minha salvação, Cartoon Network. Por causa do Cartoon, eu assistia os desenhos que eu queria no horário da tarde, principalmente os animes que com Pokémon e Dragon Ball Z, estavam entrando aos poucos no canal. E foi nessa época que eu comecei a acompanhar episódio a episódio, vendo tudo mesmo, memorizando todos os personagens e o que acontecia na história. Embora em 2000 eu matava aula pra poder ver a primeira temporada de Digimon, mas esse não era o único motivo pelo qual fazia isso, mas quase fiquei reprovado na sétima série por conta disso. No caso de Digimon, pouco tempo depois a FOX Kids foi entrar na TV à cabo. Aí com a chegada do canal, comecei a ver mais animes, e com o breve período que teve a Locomotion na minha operadora, aí foi o caminho sem volta, fui ver pela primeira vez até anime legendado. E nessa época, de 1999 a 2002, eu acompanhava tudo mesmo. Não só acompanhava, como eu lia revistas com certa frequência, a maioria esfolheando na banca, porque o dono era legal pra caramba, e foi aí que descobri que eu assistia animes, que existiam mangás, o que era otaku (nessa época nem achávamos o termo ofensivo, o contrário, gostávamos, era só um termo pra quem curtia anime e mangá), que boa parte desses animes já haviam acabado há anos e li até spoilers deles nessas revistas. Aí depois disso, talvez conte ainda no BEDA desse mês, quem sabe.

 

beda 04 blog everyday april abril 2017 opm comentarios animes infancia tv record pokemon eliana

Esse foi o caminho sem volta

 

Comentários Finais:

– Sim, depois de 2001, às vezes saía da escola mais cedo por falta de aula ou matando a última aula, pra ver esses animes na TV Globinho. Mas depois de 2000, eu nunca mais corri o risco de ser reprovado.

– A transição de TV aberta para Animax e internet, tem grandes chances de ser assunto de um BEDA.

Então é isso. Comentem o que acharam dessa postagem, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões de tema, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

2 comentários sobre “BEDA #04 – Como Comecei A Assistir Animes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s