Versão Brasileira: Berserk 14 – Panini

E aí pessoal, tudo bem com vocês? Quanto tempo, hein? E aí, bora comentar sobre esse volume de Berserk?


Berserk: Volume 14

Temos o desfecho do arco da Era de Ouro, onde o primeiro capítulo desse volume é um dos mais tristes até o momento. Ver alguém que foi estuprada, ficou mentalmente devastada, que acabou de dar à luz a um demônio o instinto materno falando mais alto, é de cortar o coração. E não só Caska, como Guts também no final acabou tendo o mesmo sentimento. Esse bebê demônio é algo que aposto que vai acabar fazendo algo muito grande na história, principalmente relacionado aos três personagens mais importantes do mangá. Com isso também temos a recuperação física do nosso protagonista, ele não é focado na recuperação dos ferimentos em si, mas de voltar a lutar sem um braço, um olho, depois de ter sobrevivido a um ritual de sacrifício demoníaco e é onde ele adquire a sua tão famosa arma, a “Matadora de Dragões”. Sim, eu vou usar de agora em diante esse termo e achei que a Panini acertou na sua tradução. É a tradução literal.

Falando em mudanças, não temos só o Guts mudando fisicamente, como também como guerreiro. Antes ele era só um espadachim, agora ele tem adagas, besta, braço mecânico com direito a canhão. Eu sei que vimos isso tudo nos primeiros capítulos, mas mesmo assim impressiona ver a mudança, e graças a isso, ele não luta só com espada. Inclusive o uso de adaga ele aprendeu um pouco com Judeau, seu companheiro que morreu, o que dá um certo peso para isso.

 

Mesmo salvando, bota medo nas pessoas. Uma reação que vai acontecer muito daqui pra frente.

 

Outro ponto bem discutível aqui é o fato dele ter saído e deixado Caska. Claro que ter saído com ela não seria a melhor atitude, não só por isso, como também pelo timeskip que teve (falarei disso depois), não acho que tenha sido a melhor atitude ter se separado dela não. Se fosse ele, teria esperado pelo menos mais um pouco pra ver no que daria. Teve egoísmo sim dele, a vingança falou mais alto que o companheirismo.

E por último, tivemos o timeskip de 2 anos que volta para pouco depois de onde estavam no primeiro arco, Puck de volta, o sobrenatural entrou de vez na história, voltamos para a jornada onde já sabemos tudo do passado e agora é só andando pra frente. Agora é a vez da Saga da Punição (que o nome original é Conviction Arc, e se não me engano o Crunchyroll chamou de Convicção mesmo, NÃO TENHO CERTEZA), começando com o Capítulo das Crianças Perdidas. E como não poderia faltar, temos muita violência, Guts sendo babaca, Puck dessa vez fazendo a história se mover, e muitos demônios. Foi um bom volume, novamente uma leitura bem fluida, o ritmo esteve ótimo, os diálogos bons, teve seu momento de humor também, e claro que a violência esteve animal como sempre.

 

Quando ele faz essa cara, FUDEU

 

Legal ter lido o one-shot de Berserk e colocado justo nesse volume, que é onde tem a transição de sagas. E o one-shot é praticamente a mesma coisa que foi implementada. Aquele ali é praticamente um resumo do Arco do Espadachim Negro. Mesmo Guts, mesmo Puck, só uma mudança ou outra na aparência, mas em suas essências, são os mesmos personagens.

Por último, comentar rápido sobre o trabalho da Panini. Novamente ele está ótimo, temos um bom papel, tradução muito boa, a única coisa que fico na dúvida se foi a escolha correta foi a tradução para o nome da saga. No original é Conviction Arc, mas não sei se eles procuraram uma adaptação baseada na própria história que acontece. Não vou bater o martelo e dizer que foi a tradução errada, vou esperar, mas a impressão inicial é de estranhamento.

 

Spoiler de como os God Hands vão morrer

 

Comentários Finais:

– Desculpa mesmo, era pra ter soltado a review ontem, mas só deu pra fazer hoje. Minha culpa.

– Já tenho o volume 15 comigo, pensei em soltar hoje, mas é melhor tentar fazer amanhã. Se tudo der certo, é claro.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s