Versão Brasileira: Terra Formars 15 – JBC

E aí pessoal, tudo bem com vocês? Chegando aqui de novo pra comentar sobre esse volume de Terra Formars, então vamos nessa?

terraformars15


Terra Formars: Volume 15

O que parecia que seria apenas os tripulantes da BUGS-2 correndo e lutando contra as baratas para chegarem logo na nave com puro fanservice, foi bem mais do que isso.
O mangá mostra de novo que não dá pra relaxar, tem sido assim sempre, quando acha que acabaram as dificuldades e surpresas, elas aparecem com mais força do que nunca. E isso é ótimo, é um dos fatores que na minha opinião, Terra Formars é um bom mangá.

Novamente esses obstáculos inesperados dão um tempero especial para a missão dos personagens. Nesse volume, dois que tiveram uma boa participação com isso foram o Keiji Onizuka e o Ivan Perepelkin. O primeiro novamente protagonizou lutas épicas, até o momento, se fizer um top 10 de melhores lutas do mangá, umas 3 serão dele, contando por baixo. E se superou como um autêntico herói de mangá de batalha, claro que em grande estilo. Já Ivan, nós finalmente conhecemos a sua história, que vai de encontro com a de Sylvester, que não cheguei a comentar na review passada. Mas são boas histórias. A visão de Yu Sasuga da Rússia e países próximos no futuro é de que mesmo daqui há 600 anos, os mesmos problemas existirão. Claro que não pode usar esse mangá como previsão política, pelo amor de Deus. Mas a ambientação e o desenvolvimento são muito bons mesmo assim, eles acabam trazendo um bom background e motivação para o personagem. Só ajudou na construção desses personagens.

 

QUE HOMEM

QUE HOMEM

 

As terraformers como eu sempre digo, são seres que não podem ser subestimados, e esse volume é mais uma prova disso. De novo eles surpreenderam como nunca. A inteligência dos que comandam e a capacidade de evolução e adaptação, novamente se mostram extraordinárias. Como é sempre uma mensagem do mangá e aqui foi feita diretamente, não se deve subestimar a natureza. Só que os humanos têm algo que as baratas humanoides não têm, a vontade. O sentimento, o coração e alma dos humanos se mostram decisivos para momentos como esses. Não têm como lutar, ainda mais em um desafio desse tamanho, sem ter isso tudo.

Outro tema do mangá que aparece aqui de novo é a corrida armamentista. O quanto que isso fez os humanos evoluírem por um lado, e relaxarem em outro. Isso fez com que o homem subestimasse a natureza, mas ao mesmo tempo competisse mais entre si. E o volume fecha com um plano sensacional. E com lutas violentas, momentos de tensão e surpresas, temos mais um bom volume de Terra Formars. Quanto ao trabalho da JBC, se manteve como sempre. E se não fosse pela decisão de mudar a periodicidade do título para bimestral, talvez já tivéssemos alcançado o Japão. Mas ainda esse ano acho que isso vai acontecer, fazendo uma conta porca de cabeça.

 

Não, que isso, magina. Nem parecem, não sei de onde que tiraram isso.

Não, que isso, magina. Nem parecem, não sei de onde que tiraram isso.

 

Comentários Finais:

– Foi mal, eu sou burro e fiz as contas do planejamento da semana errado.

– Amanhã sai a review do capítulo da semana de Boku no Hero Academia. A Versão Brasileira do volume da JBC sai no mesmo dia ou na quarta.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s