OPM Opina #8.2: Pokémon XY, a melhor série da franquia

Depois de uma bíblia sobre Pokémon, hora de falar da temporada mais recente, XY, e explicar por que foi a melhor delas.


Já de cara, por tudo que eu expliquei, dá pra eliminar a primeira temporada e Best Wishes. Diamond & Pearl foi boa, mas preferi Advanced Generations. Foram duas temporadas que acertaram bastante, uma com vantagens sobre a outra, mas no quesito diversão e conclusão, fico com Advanced, como escrevi acima.

Tá, já enrolei demais, hora de escrever sobre XY.

Já começa que o visual de XY melhora muito em relação à temporada anterior. Não só o visual, como a animação, principalmente nas batalhas, estão melhores. Além da referência das animações de versus dos jogos, temos cenários de fundo sendo usados, os golpes atingindo de verdade os Pokémon, não só um fundo colorido e flashes de colisão com o Pokémon caindo depois.

Assim como a geração como um todo, o anime lembra bastante a geração Advance e Hoenn (tivemos até remake de Ruby & Sapphire). Cada protagonista com um inicial, a protagonista feminina voltando a ter uma jornada, um casal de irmãos acompanhando com a irmã (dessa vez a mais nova) não tendo um Pokémon (na teoria).

Sim, os personagens funcionaram. Desde o início eu gostei da Bonnie, que penso mais como Eureka por causa da dublagem japonesa. Inclusive, o nome dos 2 irmãos é daqueles que eu sempre achei que não houve necessidade de traduzir pro inglês. Citron e Eureka poderiam ter sido usados. Eureka é uma fofura, show de simpatia, tinha mais esperteza que os garotos bobões em questões que eles não percebiam, e funcionou bem com seus dois parceiros, Deddene e Puni-chan (vou usar esse nome porque vi o anime em japonês e é melhor que Squishy e GELECA).

Já Clemont não chegou perto do Brock, mas foi melhor que Cilan e Tracey. Tracey que nem foi ruim, mas na época que Brock estava fora, era difícil de engolir. Embora como assistente do Professor Carvalho ele tenha funcionado perfeitamente. Voltando ao Clemont, ele não tinha um objetivo em especial, até onde eu me lembre, e se tinha algum, era mais um daqueles lero-leros, mas foi interessante ver que o amigo garoto do Ash dessa vez não foi alguém muito mais velho e sendo o senhor maturidade.

Era o estereótipo de nerd, mas não era algo chato. Também foi o estereótipo do cientista/engenheiro dos desenhos animados, as invenções eram padrão ACME™, davam certo por um segundo e no final explodiam todas bem na sua cara e de quem tivesse na frente. Mas Clemont teve episódios bem interessantes, a personalidade dele era boa, foi dublado pelo grande Yuki Kaji (Ali Babá e Eren Jaeger) e teve um ótimo time de Pokémon.

Não se preocupem, isso foi abandonado com o tempo

Não se preocupem, isso foi abandonado com o tempo

Serena foi a garota mais popular que passou em todo o anime. Hoje em dia, falar mal dela é um crime. Temos pela primeira vez uma garota que é realmente a fim do Ash (parem de achar que Misty gostava do Ash, isso foi exagero dos fãs). Ela fez jus à sua popularidade. Foi uma personagem que, diferente das outras, entrou mais devagar no grupo, foi descobrindo o que realmente queria, teve um desenvolvimento melhor e mais marcante e teve um pequeno, mas bom time de Pokémon junto com ela.

Falando em time, elogiei o dos outros personagens e não poderia deixar o do Ash de fora. Foi de longe o melhor que ele teve. Pela primeira vez, seu time inteiro de Pokémon capturados na região evoluiu completamente, e não, não esperem Pikachu evoluindo, vocês estão fantasiando se forem pensar nisso. Pikachu foi outro que tomou conta de algumas batalhas, não só as primeiras, como as principais da liga, como contra o Sawyer e o Alan. Até a falta de uma Mega Evolução no time do Ash, que todos acharam que fosse ocorrer com Charizard, foi compensada.

Ash-Greninja se tornou um Pokémon tão popular que a Game Freak o inseriu no jogo de Pokémon Sun & Moon. Greninja fez jus à sua popularidade, tanto no jogo quanto no anime, foi um Pokémon estraçalhador, rápido, com ótimo poder ofensivo, um poder criado no anime espetacular. Só poderiam ter trocado aquele Cut pelo Night Slash. Os roteiristas vacilaram aqui, CUT? Sério mesmo? Water Shuriken era o movimento assinatura, não tinha como pedir pra trocar para ficar que nem no competitivo. Isso é um erro que alguns jogadores que não têm noção do que se chama publicidade e roteiro normalmente cometem. Double Team é algo justo de se colocar, ainda mais sendo um tipo de técnica comum nos ninjas da fantasia. Aerial Ace como foi implementado no jogo foi incrível. Deram o toque do ninja no ataque, e a sequência de chutes e socos que ele dava era fantástica.

Talonflame é o pássaro de início de jogo mais querido da história. Uma pena que vai ser nerfado em Sun & Moon. Foi bem usado no anime, com um movepool (conjunto de movimentos) muito bom. Flame Charge é bom, sim, pra um Pokémon ficar rápido. Não sendo seu golpe principal, perfeito. E estamos falando de anime e não competitivo. Brave Bird e Steel Wing são igualmente ótimos. Poderiam ter colocado outro movimento no lugar do Razor Wind. Ou mantivessem o Double Team ou mesmo Bulk Up, Swords Dance, Will-O-Wisp ou até mesmo Acrobatics.

Hawlucha, depois do Greninja o Pokémon mais carismático do Ash em Kalos. Tirando o Karate Chop, todos os outros moves dele foram ótimos. Poderia caber um Acrobatics no lugar do mesmo. Ele já tinha 3 movimentos do tipo Fight, contando com Flying Press, que tem 2 tipos. Não dá pra pedir pra retirar do anime um movimento assinatura.

Goodra, um Pokémon polêmico. Acredito sim que foi um acerto terem colocado no seu time, evoluiu rápido, teve uma despedida, voltou de novo, mas o problema foi essa volta. Voltou pra que? Só pra perder na Liga Kalos e não ter feito nada contra o Lysandre. Não aprendeu um movimento novo depois que voltou. Ok, foi bom pro anime, mas poderia ter algo novo, porque representa o desenvolvimento do Pokémon. E ter voltado pra casa no final de XY&Z foi bem indiferente, ainda mais depois do retorno inútil. Eu nem penso como um ex-Pokémon dele, já que voltou uma vez e está em um lugar onde tem um humano para tomar conta. Mas não o vejo voltando mais no anime.


E o último, Noivern. Esse foi o mais abaixo das expectativas. Pelo menos evoluiu, inclusive em uma batalha muito boa contra um Zapdos, que ele atacou bem e aguentou a pressão. A relação dele com Hawlucha foi ótima, dois irmãos de time. Seu leque de movimentos era legal, embora poderiam ter colocado um Draco Meteor no lugar de Dragon Claw. Hurricane no lugar de Acrobatics, que servia mais pro Hawlucha, casaria melhor. O problema é que ele não venceu uma luta sequer. O mais próximo disso que chegou foi empatar com o Salamence do Sawyer e ajudar a derrotar o Pyroar do Lysandre.


Quanto ao andamento do anime, o ritmo foi muito bom, houve poucos fillers, mas infelizmente foi a temporada mais curta do anime. A animação esteve excelente, tirando um errinho ou outro, mas são daqueles erros que só reparamos quando alguém mostra na internet. As batalhas, em sua maioria, foram muito bem-feitas, com as únicas reclamações sendo mesmo decisão da Liga Kalos. Sério, foi recurso de roteiro o Alan ter ganho daquele jeito. 2 OHKOs entrando em uma só batalha, Greninja perdendo pro Blast Burn que ele havia parado antes e a Water Shuriken especial, que sequer foi explicada, não ter feito NADA no Mega Charizard X do Alan? A luta contra o Lysandre, em especial o Mega Gyarados, foi um festival de spam de golpes pra retirar todos os Pokémon do Ash de batalha da maneira mais porca possível.

Sawyer foi um rival bem colocado no anime. Demorou pra aparecer, mas foi bem. O time dele, inclusive, era bem melhor que o do Alan. Sério, o Alan foi campeão usando Unfezant. Não tem como aceitar Unfezant empatando com Talonflame. Tierno e Trevor que eu achei subaproveitados como rivais. Poderia ter rolado um Ash x Tierno na Liga Kalos, embora a batalha dele contra o Sawyer tenha sido de qualidade.

O arco da Team Flare foi muito bom. Já foi construído devagar nos especiais da Mega Evolução (junto com o Alan), em XY&Z com os Zygardes. Depois da Liga Kalos, quando eles atacaram pra valer, cada personagem apareceu bem e tendo a sua importância na defesa contra eles. Tirando a luta contra o Mega Gyarados, o resto foi bem executado.

Até mesmo os episódios finais, que na teoria era pra ter acontecido poucas coisas e só aquela despedida, foram muito bem feitos e emocionaram de verdade. As despedidas foram as mais bonitas. Infelizmente tivemos a despedida do Greninja, mas eu não acho que ele vá embora em definitivo, deve voltar daqui a alguns anos. Deverá ser utilizado para batalhas importantes, do mesmo jeito que aconteceu com o Charizard. É o Pokémon mais popular do momento (ou um dos mais, também não cravo isso como definitivo) eles têm que ser muito burros pra nunca mais o colocarem na história.

E como não poderia deixar de falar, o amourshipping. Foi um dos grandes motores da temporada, achei até ousado se tratando de Pokémon ter isso durante toda a série. Embora tenham irritado bastante a audiência pelo fato de que nada ia pra frente em relação a Ash e Serena, o final que eles entregaram foi de cair o queixo. Eu não faço questão dessas coisas no anime, mas tem gente que gosta, não é ruim, é fofinho e bonitinho, só não penso como essencial. Mas eu concordo com a reclamação dos fãs, se é pra atiçar, faz a coisa andar, e conseguiram fechar isso com chave de ouro. Quem diria, hein? Ash perdendo o BV. Sim, foi um beijo, não adianta falar que foi outra coisa porque rolou beijinho na boca sim. E foi ótimo, satisfez boa parte dos fãs, fez a Serena conquistar um dos seus maiores prêmios no anime e as reações de todos foram impagáveis, em especial Bonnie. O Ash é um palerma, mas entendeu sim os sentimentos da Serena. Pode ver depois seus olhos brilhando levemente. Foi a despedida mais bonita do anime.

Faltou falar do especial da Mega Evolução. Foram só 4 episódios, mas foram eficientes no que propuseram. Mostrar Mega Evoluções, construíram o Alan e a Manon como personagens e fecharam as pontas na série principal. E foi bom também terem colocado a Team Flare lá enquanto na série principal a jornada ia acontecendo.
Esse especial é outro fator que pesa a favor da série XY, porque ela deve ser considerada sim como parte de XY.

É por esses motivos que eu vejo Pokémon XY e XY&Z (pra mim é tudo um anime só, tá?) como a melhor série de Pokémon que existiu.

Aí vão me perguntar sobre Pokémon sem o Ash, série com o Red, Generations.
Aqui eu vou ser apedrejado e dizer que não, não acho que seria um anime melhor assim.

Primeiro que a audiência de Pokémon: The Origin foi menor do que do episódio especial de Best Wishes em que o Brock e o Cilan se encontraram. E eles sequer se conheceram direito. Não teve nada naquele episódio, mesmo esse fanservice foi ínfimo. Ainda mais comparando com os de Pokémon Chronicles ou os especiais de Diamond & Pearl.

O anime do Red deu menos audiência que um especial do Cilan que não aconteceu NADA

O anime do Red deu menos audiência que um especial do Cilan que não aconteceu NADA

Eu concordo que é um saco ver o Ash perder todas as ligas, mas isso não é culpa do personagem e sim dos roteiristas que não querem fazer o anime andar nesse sentido, dele finalmente poder desafiar a Elite dos 4. Tanto que a internet se encheu de raiva quando ele perdeu na Liga Kalos. Há meses estava todo mundo acreditando na vitória, ainda mais por eles terem colocado “Vitória” no título de um episódio em que o protagonista perde.

Outros dois fatores que pesam a favor do Ash: o primeiro é que ele é a representação do típico menino japonês. Isso gera identificação e popularidade para a sua audiência.
Outro é que, querendo ou não, o Ash tem com ele Pokémon ótimos e populares. Muitos adoram quando há episódio com o Charizard, Bulbasaur, Squirtle, Snorlax, e eu incluo nessa Heracross, Sceptile, Infernape, até mesmo Oshawott, Scraggy e Krookodile. E não tem como não colocar nessa lista, Greninja. Isso sem falar de outros Pokémon que são bons personagens, como Totodile, Donphan, Swellow, Corphish, Buizel, Staraptor, Gliscor, Gible e todos os outros Pokémon que os fãs se acostumaram há anos e adoram. Exceto Torkoal, ninguém liga pro Torkoal.

E nem adianta dizer que aceitariam de boa. Inicialmente sim, mas depois, iria acontecer a mesma coisa que com Digimon, Yu-Gi-Oh! E outras franquias. São franquias que tiveram suas melhores temporadas depois da primeira. Podem ver o meu texto sobre Digimon Tamers que eu explico isso, por exemplo. Mas o pessoal quer ver novo anime de quem? Adventure, do Tai, Matt, Izzy, Sora e cia, assim como acontece com Yu-Gi-Oh!, em que a série do Yugi Muto nem de longe é a melhor, mas adivinha de quem fazem filmes e o pessoal consome? Sim, do Yugi, Joey, Kaiba e cia. E isso aconteceria, sim, com Pokémon. Se a cada temporada tivessem trocado o Ash pelo Ethan/Jimmy e depois pelo Brendan, Lucas e etc, todo mundo iria querer ver o anime do Ash. Com Pikachu, Charizard, Bulbasaur, Squirtle e cia. Se acontecesse isso amanhã, as pessoas iriam ter o surto de nostalgia.

Outra opinião que você não tem o direito de ter. Falar que Pokémon só prestou na primeira geração. Quem joga os jogos não é louco de falar isso porque sabe as melhorias que o jogo teve. A primeira geração era a mais desbalanceada de todas, poucos Pokémon eram realmente bons de se jogar, não tinha a quantidade de moves e recursos que as gerações seguintes tiveram. Achar que um jogo de 1996 era o melhor é forçar a lente da nostalgia. Sem falar do argumento bobo de que os Pokémon da primeira geração eram melhores que os atuais. A primeira temporada tem Pokémon legais, mas as seguintes também têm, além da primeira ter Pokémon como Muk, Electrode, Parasect, Lickitung, Jynx e por aí vai. Sem falar que nas gerações seguintes, boa parte de Pokémon de Kanto ganharam evoluções e até mesmo Mega Evoluções. É a geração mais nostálgica, que fez quase todos virarem fãs, mas não precisa ser colocada como a melhor e nem diminuir as outras pra gostar dela. Tanto que esses updates que Pokémon da primeira geração receberam, foram por conta disso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o anime de Pokémon Sun & Moon. Sim, eu também achei horrendo o visual que colocaram, e o que mais me incomodou não foi isso, foi a paleta de cores. Parece anime sem recurso pra colorir. Não gosto dessas cores sem-graça, gosto de ver cores vivas como sempre foi no anime, principalmente em XY. E sim, eu vou assistir o anime. Como dizem assim que as eleições terminam, torcendo pelo melhor, mas esperando o pior. E vou anunciar aqui que assim que saírem os episódios legendados, eu mesmo vou fazer a review do anime no blog. Pode atrasar algumas horas, porque os fansubs atrasam, mas não vai ser como Dragon Ball Super (calma que eu não abandonei). Esse eu vejo sozinho e posso postar rápido.

Comentários Finais:

– Nossa, que textão, ele saiu tão grande que teve que ser dividido em partes.

– Eu gostei bastante de fazer o OPM Opina e já tenho mais um em mente. E vai ser sobre um anime que muita gente não gostou e não entendeu sobre o que se tratava.

–  Qual é a sua temporada favorita de Pokémon? Ainda vê o anime? Joga os jogos? Quais seus favoritos? Qual seu Pokémon favorito? E tipo?

–  Já estão jogando Sun & Moon? Ou estão esperando o jogo oficial? Qual inicial gostaram mais? Sim, ainda sou Team Rowlet.

– Ia esquecendo de comentar sobre a mudança da dublagem brasileira. Não assisto mais dublado, embora me preocupo, afinal, conheci e vi por muito tempo assim, mas eu sempre sou contra mudança de elenco de dublagem se não for uma emergência, do tipo o dublador morreu, não tá podendo trabalhar ou algo do tipo. Inclusive isso fez com que muitas produções e DVDs fracassassem por aqui.

Então é isso. Comentem o que acharam da primeira parte dessa resenha sobre Pokémon, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

2 comentários sobre “OPM Opina #8.2: Pokémon XY, a melhor série da franquia

  1. Escritora disse:

    Olá e novamente uma excelente postagem, pelo fato de poucos falarem realmente do anime de “Pokémon”. A maioria falaria mais dos games e dos especiais baseados nestes, que de certa forma, conquistam o público mais exigente.

    Não cheguei a ver esta fase, mas, reconheço que pelos comentários que pude ler, foi muito bem e que o anime colocou o seu melhor; não que isso existia,mas, dá pra ver o esforço do estúdio durante os episódios. A única mancada que deram foi exatamente do final da Liga Kalos: a raiva tem suas razões e a principal é que os roteiristas tem raiva mais que declarada ao Ash, porque em torneios não-oficiais ele ganha e em oficiais, só perde. E esta foi pior, porque tudo levava a crer que ele ia ganhar, tava com um time muito bom e bem treinado; um entrosamento muito bem colocado e aí, balde de água fria para o público. De tudo que o anime teve, desde o começo, esta é sem dúvidas a pior coisa que fizeram. Do que os responsáveis do anime tem medo? O Ash enfrentar a Elite dos Quatro e enfim, realizar o seu sonho de longa, longa data? A verdade é que “Pokémon” não ia terminar assim. Imagino que o melhor final pro anime é o Ash enfrentar a Elite dos Quatro de Kanto, sua região-natal, afinal, estes foram os primeiros Mestres Pokémon e as demais elites se baseiam nestes.

    E realmente está dando pena da fase atual: “Sun&Moon” tem um estilo nos games muito bacana e ver tanta falta de tato no anime é de dar tristeza; sim, também sou do Time Rowlet, aliás, meu tipo inicial favorito é tipo planta e amei desde que trouxeram uma corujinha tão simpática e maneira em seu estágio final – tem Hoothoot/Noctowl da segunda geração,mas, poucos vão lembrar destes – como se não tivessem orçamento pra animação. O problema da OLM é bem similar a da Toei Animation, de fazer animação e roteiro meia-boca em suas séries de maior destaque; não podiam ao menos dar mais atenção a “Pokémon” que é o anime mais famoso do estúdio?! Ninguém merece…

    Sobre esta questão de só a primeira fase prestar, é mais questão de nostalgia, porque foi esta que muitos assistiram; não que as fases seguintes sejam ruins, acontece que falta aquele impacto que a primeira tinha, aquela emoção absurda e sem limites e a identificação mais fácil dos personagens. Senti que nas fases seguintes de “Pokémon” que pude ver, o fator emoção meio que se perdeu, enquanto que em termos de seguir o rumo dos games, melhorou pra caramba.

    De qualquer forma, vejamos como esta fase atual vai reagir. Não dá pra julgar só por causa do começo e o mais zoado ainda é o visual do Ash; os demais personagens até que estão OK! e a ambientação também está num mesmo patamar. Boa sorte nesta fase!

    Sobre dublagem brasileira, a troca até que veio em boa hora, quando se trata do Ash: a voz do Fábio Lucindo após a fase clássica perdeu o tom, estava forçada demais. Terem o mantido durante muito tempo prejudicou a estética de voz que exige do personagem; os demais estavam muito bem, obrigada; deviam ter mudado em Black/White ou em XY/XY&Z. Na verdade, o problema foi a puberdade, pois os dubladores mudam de tom de voz; por isso é o normal o uso de dubladoras por manter o tom fino adequado a personagens masculinos infantis. E para dubladoras, pegar papéis masculinos mais velhos dá o mesmo tipo de problema.

    Meus parabéns por esta postagem de duas partes de “Pokémon”: mesmo que com as falhas e a falta de continuidade eminentes, continua sendo a fonte de muitos animes com a temática de colecionáveis. E fazendo as contas, “Pokémon” rendeu, hein: até hoje, o primeiro anime que muitos vão lembrar desta temática é este. Até mais!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s