Versão Brasileira: Terra Formars 11 – JBC

E aí pessoal, tudo bem com vocês? Hoje teve Pokémon na E3, Dunga fora, mas bora falar aqui de Terra Formars?


Terra Formars: Volume 11

E em mais uma parte desse impasse mexicano que está acontecendo no mangá, o foco aqui só foi em um local, na operação de infiltração liderada pelo campeão mundial de boxe Keiji Onizuka. Do outro lado, temos os chineses protegendo a nave para que a missão deles seja bem-sucedida. Só que isso nunca foi uma luta entre dois lados, e sim três, temos também as baratas indo caçar os humanos independente do lado que estão.

Primeiro falar das baratas que é o mais fácil. Aqui elas foram o que se esperava delas, cruéis, perigosas, espertas e pedras no sapato justamente nas piores horas. Elas de novo dão aquele tempero para a história, justamente por isso, porque assim como as baratas da Terra, as Terraformars são nojentas, impossíveis de serem eliminadas de vez, com a diferença que elas são monstros de mais de 2m de altura e que matam com uma só porrada.

E nesse volume elas fizeram a mesma coisa, e dessa vez tivemos mais uma barata com o procedimento mosaico e que por conta disso é um adversário de extrema dificuldade. Gostei muito do animal base usada aqui, e de novo, como é um procedimento mosaico, eles já pegaram corpos de tripulantes da Annex I. E fico me perguntando se eles vão dar um jeito nisso, até porque não dá pra descartar a possibilidade delas acabarem parando na Terra.

Quanto aos chineses, nesse volume eu tenho mais forte ainda a opinião de que eles subestimaram os terraformars, eles não pensaram no quanto que as baratas poderiam afetar os planos deles quando a tripulação da Annex I. Sem falar que essa foi a vez em que os chineses mais moscaram em todo mangá. Dessa vez eles erraram muito mais do que acertaram, mesmo tendo previsto e feito estratégias para situações em que os tripulantes tivessem sucesso.

Agora é a vez de falar sobre o grupo do Keiji. Esses últimos volumes serviram para que o Keiji virasse ao lado do Komachi os meus personagens favoritos. Gostei muito do que o Keiji fez aqui, foi um autêntico homem de honra, um cara que seguiu os seus princípios e utilizou disso como estratégia para dibrar os chineses. E fiquei até na expectativa de uma evolução dele, porque no momento em que a Chun-Li disse que ele estava socando errado, eu pensei “Agora ele vai ele vai ter um autêntico soco de um boxeador campeão”, mas não sei se isso aconteceu agora. Acho até que não, mas que me deu esse gostinho, isso deu.

E de novo Terra Formars fez com eficiência o que sabe fazer, dar foco ao personagem, mostrar o passado e motivações dele para que entendamos o porquê de ele ter parado nessa missão. A história do Wolf uma que me deixou com bastante pena, é a história do homem comum que faz tudo certo e vem a vida e passa a rasteira nele. OK que ele era todo certinho e as pessoas montam em cima de gente assim, mas no caso dele houve injustiça. E a conclusão da missão deles foi bem empolgante e ao mesmo tempo emocionante. E ela termina dando ao mesmo tempo uma sensação de esperança e também de perigo.

Comentários Finais:

– Mais um volume muito bom desse mangá. De novo nos deu uma boa história de ação, com drama que sabe fazer bem, boas estratégias dos soldados e vontade de ler o próximo volume.

– Bom ressaltar que dessa vez os tripulantes de ranking menor tiveram um espaço digno, justificando o porquê deles estarem lá sem serem lutadores dos melhores.

– Vagabond ainda essa semana. Não garanto amanhã, mas de quinta não passa.

– E esse mês recebemos a notícia de que alguns mangás da JBC vai mudar a periodicidade para bimestral, entre eles Terra Formars e Zetman. Como leitor eu fico um pouco triste com isso, pois vai demorar mais para eu ler tudo desses mangás, sendo que Zetman falta só 8 volumes para terminar. Vai ficar bimestral a partir do 13, mas como disseram, é sinal de que o mangá vendeu pouco. Terra Formars eu entendo mais, já vem o 12 e assim como Zetman, a partir do 13 vira bimestral. E no Japão tá no volume 18, esse eu entendo pelo menos. Mas teremos menos posts no blog de Versão Brasileira por conta disso.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s