Versão Brasileira: Zetman 11 – JBC

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Bora comentar sobre Zetman?


Zetman: Volume 11

Depois dos eventos que terminaram no volume anterior, agora os personagens principais estão em seus momentos de calmaria, leia-se não lutando contra players. E novamente vemos uma boa parte de Zetman, o drama. Aqui os conflitos internos e relações entre os personagens são o foco da maior parte do volume e Matsura faz isso novamente muito bem. Quem é acostumado com lutas e quer ver isso pode achar arrastado essa parte, mas por incrível que pareça, não é. Uma parte que poderia muito bem ser arrastada acabou saindo bem rápida. Eu pelo menos li a primeira metade muito rápido, e claro que não ficou algo corrido e fraco, foi muito bem escrito.

Essa parte também mostra o que é a falta do diálogo. Se as pessoas fossem mais sinceras entre si e chegasse para as outras para conversar sobre o que as afligem e tentassem resolver seus problemas de relacionamentos, melhorariam bastante suas vidas. Mas não, algumas delas escolheram guardar para si os problemas, acredito que muito pela influência dos homens da família Amagi que nunca foram abertos ao diálogo, porém ficarem calados não ajudou em nada, só serviu de fachada que o Kouga, por exemplo, não engole mais essa enganação.

Luta esse volume praticamente não teve, quando teve foi muito rápida. Mas o que antecedeu essa luta foi o mais interessante. Dessa vez nós temos o Kinoshita, que foi o character designer do anime do Alphas e descobrimos que foi ele quem criou o design do Zet, e onde acredito eu que disseram pela primeira vez o nome de Zetman. Me lembrou muito Batman Begins o pedido dele, quem leu ou for ler vai pensar nisso também, com toda certeza. É aquela parte que deu umas respostas e ainda vai dar pano pra manga. Aliás, porque os players o procuraram? O que eles querem é algo que faça apenas diferença visual ou vai ter funcionalidade? Confesso que tenho essa dúvida.

E o final desse volume foi como comentei agora, responde dúvidas mas só que agora gera perguntas mais importantes. Por que isso foi acontecer agora? E quem foi? Fiquei bem impressionado com esse final, não esperava. E nesse final de volume tivemos bons diálogos também. Mal posso esperar pra ler o volume 12.

Comentários Finais:

– O trabalho da JBC se manteve como sempre. Só vi um erro forte que foi o índice do capítulo 122 que colocaram como página 55 quando na verdade era a 58. É um erro que não deveria passar. Não é grave e não vai atrapalhar a leitura, mas a revisão tem que ficar atenta a isso.

– Alguns não vão gostar tanto desse volume, quase não teve ação, mas ruim ele não foi. Pessoalmente eu gostei bastante, não me foi arrastado, deu pra ler bem rápido, bons diálogos, os conflitos e relações de personagens foram novamente acertados e eu escrevi isso no início do texto e fechou com um final surpreendente e que deixa com vontade de ler o próximo volume pra saber o que vai acontecer.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s