Versão Brasileira: Tokyo Ghoul 5 – Panini

E aí pessoal, tudo bem com vocês? Vamos nessa comentar sobre Tokyo Ghoul de novo?


Tokyo Ghoul: Volume 5

Vocês acharam que o Tsukiyama iria parar e deixar tudo quieto por um tempinho? Quanta inocência. Mas o bom é que já de cara temos uma luta pra valer contra ele. A luta contra o Tsukiyama é muito boa na minha humilde opinião. Aqui temos vários fatores que influenciaram em como alguns personagens lutaram, boa dose de violência, as cenas de ação foram bem feitas, também tivemos cenas pesadas que o público quer e tivemos dentro disso uma nova visão do Nishio.

Novamente vemos um personagem que não é bidimensional, é alguém que tem um passado e presente construído por humanos e ghouls que o influenciaram a ser quem ele é atualmente. Achei bem interessante ver como isso foi construído e também que até aqui tivemos a influência dos atos do Kaneki.

Tivemos também um capítulo extra sobre a Rize, ela é carne de pescoço mesmo. A mulher é bem cruel, chega a dar vontade de rever a cena das vigas caindo em cima dela de novo, e dá novamente vontade de rir. É de fato uma das personagens mais sádicas e malvadas daqui, porque diferente de ghouls como a Touka e o Nishio, ela faz as merdas dela porque gosta, e seja humano ou ghoul, se desse na telha, ela mandava pro além. Ela é tão malvada que daria Biotônico Fontoura pra mendigo.

E no final temos a parte dos humanos, onde o foco é na CCG, é sempre bom trazer a história pra eles porque tem que mostrar o outro lado. E aqui vemos que como em qualquer grupo, tem gente série e tem seus escrotos. E claro que me refiro ao Juuzou Suzuya. Um completo desequilibrado, mas fora o visual dele pra agradar os otakus que curtem essa vibe, esse comportamento dele é verossímil. Fora a aparência e personalidade, que também achei irritante, diga-se de passagem, ele é igual aos policiais, militares e outras autoridades que não têm um pingo de sanidade. Pode reparar, coloca mais altura, músculo, cabelo cortado e sem as modificações corporais, ele é igual a um soldado abusador.

Sobre a qualidade gráfica do mangá, confesso que não sei se o meu se encaixa, pelo que eu li aqui não. Só a página 24 que teve o canto um pouco cortado, mas ondulação eu não reparei não. Ou veio da LigaHQ a versão depois do recall ou eu estou bem ruim pra reparar esses problemas. Como foi com vocês?

Comentários Finais:

– Gente, desculpa mesmo. Era pra ter postado ontem, mas fiquei sem luz no meu quarto e por consequência disso, sem computador e internet. Mas deu pra ler mangá e ver o episódio da semana de Game of Thrones que perdi porque tava deixando meu irmão em Niterói. Sim, eu curto Game of Thrones e gostei do episódio.

– A leitura de novo se manteve como sempre, fluiu bem e o traço também como sempre.

– Amanhã se tudo der certo, Zetman.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s