World Trigger 127 e 128: Border e Galopoula (Parte 2)

Toma review de World Trigger até não poder mais!


World Trigger 127 e 128: Border e Galopoula (Parte 2)

A frente da Border não parece sofrer muito do lado de fora, está conseguindo administrar bem a barricada de tiros. As balas evasivas dos shooters se mostram bem mais úteis do que os snipers. Será que nesse caso não seria melhor trocar os rifles pra Ibis e tentar pegar um monte de soldados ao mesmo tempo? Provavelmente os soldados teriam seus escudos quebrados.

Kazama já começa bem na batalha principal de defesa da Border, mas não esperava algo tão absurdo vindo do capitão da operação de Galopoula.
Hahaha! Eu havia dito que os Triggeres dos galopoulianos eram bastantes simples, mas Gatlin provou o contrário com essas garras bizarras somadas a reposição de braço por uma arma, que acabou dificultando mais ainda  o rolê pros agentes da Border.

Tachikawa tem um estilo de luta bem direto e aberto, e isso tá facilitando demais um ataque surpresa, já que são dois inimigos fortes e várias distrações. Konami precisa ficar mais atenta a sua proteção e dar uma cobertura mais imediata. Ratarikov e os cachorros ocupam basante os agentes, dando a cobertura quase que perfeita pra Gatlin não precisar dividir sua atenção para cada membro da Border.

Não gostei da decisão de Kazama ao escolher o mais fraco como alvo. Gatlin tem suporte dos cachorros para cobrir suas aberturas. Parece que nenhum deles tem a habilidade de detectar Trion. Sendo assim, Kazama seria perfeito para a aproximação enquanto os outros distraem o capitão Neighbor, como fez logo no começo da luta. Talvez seja essa a decisão que aumenta a possibilidade do o futuro em que Tachikawa seja ‘eliminado’.

Comentários Finais:

– Como essa batalha é a mais determinante para o plano de Galopoula, acho que Jin deveria ir até o local e dar suporte pro restante dos agentes.

– As coisas ficarão mais difíceis para Tachikawa, Konami e Murakami, e Gatlin com certeza vai enfraquecê-los. A não ser que Kazama derrote rapidamente Ratarikov.

A revisão foi bem curta, graças ao capítulo bastante dinâmico. Mas é isso aí, pessoal! Espero que tenham gostado da análise mesmo assim. Vejo vocês na quarta-feira com mais uma review dupla!

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter | Curta a nossa parceira no Facebook, World Trigger Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s