Versão Brasileira: Zetman 5 – JBC

Oi pessoal, tudo bem com vocês? E aí, como foram de Natal? Uma das coisas que eu fiz nessa véspera de Natal foi ler Zetman, então bora comentar sobre ele?

Zetman Volume 5

Com um número um pouco menor de páginas e capítulos, esse arco do Kouga e o Jirou foi finalizado.  Dessa vez com pouquíssimos combates, mas com muita explicação e flashbacks, entendemos mais sobre o passado do Jirou e também da Corporação Amagi.

Descobrimos bem mais sobre a criação desses novos humanos, sobre o passado de Jirou e as motivações, e que existe algo maior por trás de tudo e estamos vendo também muita coisa se amarrando.

O que vemos é que Jirou sempre foi um cara perturbado e que se transformou em uma bola de rancor devido a tudo que aconteceu com ele. Se disse maduro e não apegado aos sentimentos, mas tudo o que ele fez foi movido pelo rancor e vingança, que não são vontades feitas com a frieza e sim com sentimentos. São sentimentos negativos, mas ainda são sentimentos, e movidos por um coração bem humano.

Com a conclusão desse arco, já deu pra perceber que mais inimigos virão e de maneira bem destrutiva. E eu gostei da aparição desse vilão que nem tinha nome, porque eu achei muito bem sacado e verossímil que acima de um fanático que se acha dono da razão e da moral, existe alguém lúcido que sabe que é um vilão e faz isso para obter vantagens. E foi muito bem feito ver esse vilão assumido quebrando o fanático do Jirou dessa maneira. Em relação ao Jirou querer fazer do Kouga um herói, não me convenceu muito, e isso também me ajudou a gostar mais do que o vilão representa.

Só pra completar, achei bem triste como tudo terminou para Jirou e fiquei com a impressão de que esse arco talvez não precisasse de um volume inteiro para ser concluído. Mas ainda sim continua valendo e muito a pena ler Zetman. E finalmente vamos ter o Jin novamente na história.

Comentários Finais:

– Fazer aqui umas críticas à JBC. Não sei se só agora eu percebi, mas aqui o papel tá inferior aos dos volumes anteriores, não digo na leitura, mas tá deixando os dedos pretos que nem em jornal.

– Teve um erro que o Kanzaki chama o Jirou Nakata de Tanaka. Dá até pra passar, erro de revisão, mas acaba confundindo, ainda mais com nomes parecidos.

– Sim, de novo foi um volume muito bom, embora achei abaixo dos anteriores, e que só dá mais vontade de ler a história.

– Desejamos um Feliz Natal para todos os leitores. Tudo de bom pra vocês e muito obrigado por acompanhar a gente.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Mandem críticas e sugestões, caso tenham. E até a próxima pessoal.

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s