Review – World Trigger 93: Murakami Kou

Olá leitores pós-modernos. Preparados para mais um capítulo da nossa nova série?

Review – World Trigger 93: Murakami Kou

Após ser apresentado como um agente habilidoso e de ranking alto, Murakami parecia ser uma pessoa normal, fora de um pedestal que geralmente os mais fracos colocam os mais fortes. Nota-se pela certa intimidade que ele tinha com o próprio Arafune, que deixou de ser um atacante por sua causa.

Kou e Yuma se cumprimentam e Kou reconhece os esforços de Tamakoma-2nd para derrotar Arafune. Mas Kou estava ali por ter visto a batalha de Yuma e queria treinar com Midorikawa, que recusa subitamente. É bem estranho ver o Midorikawa, um cara tão desprendido ter tanta certeza de que perderia a ponto de ter cautela e recusar a luta. Como era de se esperar, Yuma, como um bom observador que é, estranha isso também.

Yuma sugere uma partida com Murakami para ver como funciona seu estilo de luta. E logo se cria um clima bem pesado entre todos eles. Todos tentam impedi-lo de realizar a batalha. Faz parecer que o Murakami é alguém extremamente habilidoso, mais até que o Yuma. Mesmo parecendo egoísta e acabando com o elemento surpresa de Tamakoma-2nd, Yuma resolve seguir em frente com o desafio.

As exigências do Murakami logo me fizeram mudar de ideia em relação ao ponto forte dele: Uma batalha com 10 rounds com pausa de 15 minutos entre o fim do 5º Round e o começo do 6º. “Estrategista” foi o que me veio a cabeça imediatamente, mas não era algo tão simples…

Mudamos o foco para Chika e Reiji almoçando na pausa do treino (poderia fazer uma piadinha com o Leo Stronda, mas vou deixar passar dessa vez). Reiji usa uma boa estratégia e aproveita pra falar sobre seu pai que fracassou ao morrer em uma missão de resgate pra enraizar na mente de Chika que ela deve valorizar a sua vida para poder salvar pessoas. Chika parece ser uma pessoa que aceita bastantes conselhos, então acho que aos poucos ela vai pegando e futuramente transforme esses pensamentos e idéias passados a ela em um sentimento de viver.

Voltando ao nosso protagonista, que vence 4 dos 5 Rounds. Parece razoável, mas não contra o Side Effect do Murakami. Os 15 minutos usados foram usados para tirar um breve cochilo pelo agente da Suzunari-1st, que faz ativar o sua habilidade de consolidação e organização super-precisas em sua memória durante o sono. O que leva a pensar que ele grava todos os vícios de movimentação de seus oponentes, conseguindo uma virada surpreendente de 6×4 contra Yuma.

Comentários Finais:

– Acho que o Yuma fez certo em desafiar Murakami, mesmo todo mundo dizendo pra ele não lutar. Ele pensou em seu time, visando antecipar as habilidades de uma possível ameaça para com seu time.

– Para ter uma habilidade apelona desse jeito, o resto da Suzunari-1st tem que ser muito fraco pra não ser uma Unidade Rank-A.

– Quero saber como ficará o clima entre Osamu e Yuma na hora de organizar uma estratégia contra Murakami. Será que Osamu vai ter cabeça pra pensar em algo bem efetivo?

É isso aí, galera! A próxima revisão sai no domingo. Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter | Curta a nossa mais nova parceira no Facebook, World Trigger Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s