Review Bleach 622: The Agony

E quem achou que não ia ter Bleach essa semana?

Review Bleach 622: The Agony

Com essa zona louca que o Kubo tem feito em Bleach, tá difícil conseguir entender o que é elemento relevante pra história e o que é purpurinagem dele. Mas de uma coisa nós podemos ter certeza: se Bleach não subir na Table of Contents da Shounen Jump agora, não sobe mais, porque o queridinho da galera, o ludibriador-mor, o verdadeiro autor de Bleach está de volta! Aizen joins the battle!

Olha, por incrível que pareça, o retorno do vilão não me pareceu forçado. o raciocínio é simples: Yhwach e o ex-capitão do 5° esquadrão tem o ~mesmo~ objetivo(nem tenho certeza do objetivo do Yhwach, pra falar a verdade), que é chegar ao Rei das Almas. O pai dos quincies conseguiu, mas foi tão boostado pra isso que ficou simplesmente imparável. Daí pra frente, teríamos duas possíveis soluções claras: Ichigo tirando um novo poder/transformação do nada(ferramenta de roteiro clássica de Bleach) ou desenvolver/utilizar um personagem tão boostado quanto Yhwach. E com um personagem tão overpower e carismático na mão, não deu outra. A inserção de Aizen na guerra uniu o útil ao agradável para Kubo, e com bastante respaldo do público(eu acho).

A volta do personagem gerou uma das coisas que eu ainda acho que se salvam em Bleach. Como eu comentei em alguma review anterior, o orgulho dos shinigamis está sendo bem ressaltado nesse arco, e nada poderia mexer de forma pior com isso do que trazer justamente o cara que infernizou mais da metade dos personagens por ali em um passado recente. Como o próprio Byakuya diz para Shunsui, libertar Aizen “é um insulto a todos ali”. Por outro lado, o agora comandante das 13 divisões tem seu ponto: é necessário poder de fogo. Não se utilizar de uma das poucas potenciais armas que ele tem para proteger a Soul Society por puro orgulho seria perpetuar um dos maiores defeitos do antigo comandante. E sabemos como Yamamoto terminou. Esse dilema, pra mim, é o ponto alto desse arco.

É claro, Aizen sem overpowerismo não é Aizen, então claro que teve aquele show off, com direito a usar Kidou de alto nível enquanto selado na cadeira. Vamos dar um desconto pro Kubo, depois dos últimos capítulos chatos e arrastados, até que esse foi um fanservice que caiu bem, rs. E claro, o vilão já deu aquela lida básica no script e já tá manjando mais da guerra do que os outros shinigamis participando, classic Aizen is classic.


Fechando por aqui, espero que tenham curtido. Abraço!

Curta o Otaku Pós-Moderno no Facebook | Siga o Otaku Pós-Moderno no Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.