Versão Brasileira: Assassination Classroom 4 – Panini

Olá pessoal, tudo bem? Conforme prometido, estamos aqui com o último volume de Assassination Classroom. Vamos direto ao ponto então?


Assassination Classroom Volume 4

Bom, conforme eu disse no final do post anterior, essa seria a vez para comentar do desafio entre a Velha Bitch e o seu mestre. O que foi mais interessante é que mais uma vez, Yusei Matsui e Koro-sensei nos surpreende, porque esse capítulo acabou sendo muito mais focado no Karasuma do que na Velha Bitch. O desafio que o Koro-sensei acabou transformando o Karasuma em alvo (só que não foi usando armas letais) e o Karasuma provou porque é o responsável em supervisionar o Koro-sensei. Karasuma se consagrou nesse capítulo, dando um show em cima dos dois.

O momento de calmaria no capítulo que Nagisa e Karma pegam carona até o Hawaii para verem um filme com o Koro-sensei é daqueles que te faz gostar mais ainda do Koro-sensei.

Depois disso tivemos a chegada do Itona, que teve os mesmos clichês de Bitch e Ritsu, porém teve seus pontos fortes. O primeiro foi a revelação bombástica que os dois são “irmãos”, isso gerou uma porção de perguntas que os leitores ficam na cabeça, segundo foi em como essa revelação trouxe piadas e engraçadíssimas. Uma coisa que eu gostei nessa parte foi o Itona peitando o Karma, sendo que o garoto ruivo não ficou nem um pouco intimidado. Karma que é um personagem que eu gostei bastante dentre os alunos, foi o que eu mais gostei pra ser sincero.

A última parte desse capítulo voltou para a disputa dentre a turma E e o resto da escola. Teve aquele mesmo clima da vez anterior, os alunos da turma E sendo desprezados, subestimados, enquanto os outros se sentem os gostosos, só que dessa vez tinham uma missão mais impossível, terem que jogar baseball, e só o Sugino sabia jogar. Aí que entra o fator Koro-sensei, até o momento ele fez um milagre, fazendo os alunos se transformarem em monstros juvenis do bunt e conquistarem base com o bunt. Pra vocês terem noção, fazer um bunt já é algo difícil, bunt conquistando base? Nossa, ele fez um milagre ali. Mas pro Koro-sensei, isso não é complicado, não é complicado ensinar baseball desse nível, o que faz a gente gostar mais ainda desse polvo excêntrico.
Só que o final do volume deixou tudo mais tenso porque agora ele vai ter que enfrentar o diretor de novo. E aí, o que vai ser?

Comentários Finais:

– Desculpa mesmo gente, era pra esse post ter saído ontém, só que eu tive uma porção de problemas, então não deu para postar.

– Sim, esse volume foi mais um muito divertido, deu pra ler bem rápido, e o trabalho da Panini está ótimo.

– Ainda hoje, ou no máximo amanhã, teremos uma surpresa.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Curtam a nossa página no Facebook, sigam a gente no Twitter, mandem críticas e sugestões caso tenham.
Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s