Review The Breaker: New Waves 190, Boku no Hero Academia 29, Magi: The Labyrinth of Magic 254 e As Aventuras de Sinbad 49

Olá pessoal, como vão? Tudo bem com vocês? Estou aqui mais uma vez para comentar os capítulos que saíram essa semana dos 4 mangás que eu faço a review. Sem delongas, vamos ao que interessa.


The Breaker: New Waves 190

O capítulo dessa semana infelizmente foi aquele clichê de enrolar bastante para mostrar só no final o que interessa. Teve um bom momento de flashback, até necessário, pra dar aquela emoção para esse tipo de momento, mas teve depois uma enrolação a mais que não precisava. É um capítulo que deixa o leitor bem apreensivo para saber o que vai acontecer, mas não deixa de ser uma pequena enganação para enrolar até a próxima semana, que deverá mostrar (assim espero) o que aconteceu. Além do mais, nem vimos o que o Goomoonryong fez, diga-se de passagem. Só vimos o Ancião Kwon sendo esmagado rápido demais, aparecia só ele e nem deu pra anotar a placa. Claro que mais uma vez o traço é um dos pontos positivos, nesse capítulo foi o que teve de melhor.

Agora só nos resta aguardar para a semana que vem.

Boku no Hero Academia 29

Um capítulo muito lá e cá, com ação pra tudo que foi canto, esse capítulo foi bem legal. Boas demonstrações de poderes, estretégias mesmo que breve, bem eficientes. O Minoma nesse capítulo disputou com o Bakugou quem é o cara mais chato até o momento, mas quem se destacou foi o pessoal do time do Todoroki, em especial o Kaminari, usando a eletricidade como defesa, e o Iida, que acabou sendo o cara que roubou a bandana do Midoriya. E agora resta ver como vai ser a cartada final do nosso protagonista.

Um capítulo bem interessante, teve um bom conjunto de diálogos e as primeiras páginas coloridas estavam muito legais. E claro, nos deixa com a maior vontade de pegar para ler o próximo capítulo.

Não sei quanto a vocês, mas eu tô curtindo muito Boku no Hero Academia e cada semana que passa eu acredito que se não derrapar como Bleach e muitos outros, vai ser um dos grandes da Jump dessa geração.

Magi: The Labyrinth of Magic 254

Esse capítulo me surpreendeu bastante. Começou apenas com cenas de ação, que eram boas, diga-se de passagem, mas passou para discussão entre rivais, e até mesmo surpresa no final.
As cenas de ação estavam como se espera de Magi, com boa qualidade, usando bem os quadros, e sendo bem objetiva. Depois disso tivemos a discussão entre Ali Babá e Bai-Long (Hakuryuu caso não leiam os encadernados da JBC). De um lado a loucura e extremismo de Bai-Long, que depois que surtou não consegue mais tolerar aqueles que o incomodam, e de outro lado, Ali Babá, usando da razão, não fez um discurso clichê sobre o bem e o mal. O que ele falou é a verdade, que simplesmente não dá pra sair eliminando todo o mundo que pensa diferente. Nesse caso o que se tem que fazer é realmente debater, discutir ideias, e o que ele falou não é um sonho idiota como Bai-Long falou, e sim uma maneira madura e inteligente de se dialogar.

Nesse ponto o Ali Babá mostrou que tem muito mais capacidade política do que o seu rival. Porque acima de tudo, devemos discordar e concordar com ideias, e não com pessoas, e se a gente sair acabando com quem pensa diferente da gente, não vai sobrar ninguém no mundo. Nem pessoas com maior afinidade entre famílias pensam 100% igual.

E o que Bai-Long quer é que é um sonho idiota, pois querer um mundo onde todos agem igual, pensam igual. O que ele quer teria como efeito, acabar com individualidades, porque com todo o mundo pensando e agindo igual feito gado, não há espaço para individualidade e nem personalidade, e como não tem como fazer isso tudo sem autoritarismo, ele teria que fazer isso sendo um tirano, do jeito que Hitler, Stalin e outros dentre os piores ditadores que existiram fossem fichinha perto dele.

Depois disso tivemos Aladdin x Judar, que começou com o maldito Magi da Alma-Torran dando um sufoco para o nosso protagonista, e ainda por cima agindo como o babaca de sempre. Sério, ele é o personagem que eu mais odeio, não só pelo mau-caratismo, como ele é arrogante e debochado. O momento que eu mais amei de Magi foi quando o Ugo arrebentou com esse merdinha e ele ficou chorando dizendo que era trapaça. Dessa vez o capítulo se encerrou com Aladdin surpreendendo ele. Espero que o protagonista limpe o chão com a cara dele. Nossa, como eu odeio o Judar.

As Aventuras de Sinbad 49

Uma coisa muito legal nesse mangá, é o fato dos capítulos serem mais curtos que os de revistas semanais. Pra ser sincero no início eu achei o Sinbad um cuzão que pensou mais nele do que nos outros. O plano dele era ousado, válido, mas quando ele falou sobre o próprio interesse, isso me deu uma brochada. Mas fora isso e ele ter carregado os outros dois no rio, o melhor momento pra mim foi o do Jafar. Ele quem salvou os dois do pior aperto, na hora das cobras. Mas eu não vi ainda um motivo e lógica para eles ficarem acampando lá para sobreviver. Porque diabos eles não seguiram em frente? Mas foi mais uma vez uma leitura rápida e bem divertida.

Comentários Finais:

– Bom, acho que escrevi demais dessa vez.

– Não sei se nesse fim de semana, ou na semana que vem, eu lerei os volumes que estou precisando fazer a Versão Brasileira.

Então é isso. Comentem o que acharam dos capítulos e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Curtam a nossa página no Facebook, mandem críticas e sugestões caso tenham.
Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s