Versão Brasileira: Rurouni Kenshin 22 – JBC

Olá pessoal, demorou pra chegar aqui em casa o volume 22 mas já li e bora comentar sobre ele.

image

Rurouni Kenshin – Volume 22

Bom, esse último volume foi de uma leitura bem rápida, foi em torno de três lutas e não teve tanto diálogo, basicamente o que teve de conversa foi breve e só entre a luta do Kenshin e do Sano que teve mais falas. Então acho melhor comentar mesmo sobre as lutas.

Kenshin x Gein foi uma luta bem interessante, porque foi algo bem diferente do que estamos acostumados em mangás de lutas. Não foi a típica luta combinada em que os adversários são semelhantes e lutam com as mesmas características, o contrário, Kenshin e Gein são opostos nesses aspectos. Enquanto um tem luta fisicamente, o outro luta usando bonecos, e essa luta foi decidida na experiência, na estratégia e na inteligência, não na base de um ser mais poderoso do que o outro.

Sanosuke x Banjin foi diferente da luta anterior, já foi a luta bruta e com adversários que se parecem um pouco.
Mas assim como Gein, Banjin confiou demais em suas armas. Eu tenho certeza de que se Sanosuke tivesse inteiro, essa luta teria sido decidida bem mais rápido. A lesão dele foi o obstáculo maior do que o Banjin em si.

Cada vez que eu leio o mangá, eu percebo que quando eu era novo eu subestimava o Yahiko. Incrível como ele vai crescendo na história e participa de lutas tão importantes e sendo tão novo.
Essa luta contra Otowa foi mais uma prova disso, uma luta visualmente boa, Yahiko mostrando o quanto que melhorou, teve que superar uma boa quantidade de desafios e usou a técnica suprema do estilo Kamiya Kasshin.

OK que a arregada momentânea que o Otowa deu quando viu Kenshin ajudou o Yahiko, mas nem Kenshin, nem Sanosuke, muito menos Saito e Aoshi tinham esse nível aos 10 anos de idade.
E no final temos a aparição de Saito pra reforçar as lutas que ainda estão por vir. Já sabíamos que ele tava vivo, mas eles não.

Comentários Finais:

– Esse volume foi um dos mais rápidos que eu li de Rurouni Kenshin.

– Custou pra chegar até aqui mas valeu a pena a leitura.

– Eu li Buso Renkin a três semanas atrás quando eu tava sem internet e já tinha comprado tudo a quase um ano. O começo parece com Bleach, tem um mundo interessante e tal, mas depois de um tempo não sai de algo diferente de um shonen comum e acredito que por conta disso que o mangá foi cancelado e teve um final bem corrido e com pontos em aberto. Um exemplo é a pedra filosofal que com certeza ele queria usar como um trunfo pro final, só que nem isso ele fez. E o Papillon era um dos personagens mais irritantes que eu vi.

– Falei demais sobre Buso Renkin, mas isso prova que o Watsuki tem mais é que voltar pra Rurouni Kenshin. Faz os spin-offs dos vilões, ou continuações com aventuras do Yahiko e também outra do Sanosuke que é bem mais jogo. Só Rurouni Kenshin que ele emplacou em 20 anos, mais nada. Antes Watsuki a vida inteira com Kenshin do que Kurumada com Cavaleiros.

Então é isso. Comentem o que acharam do volume e da review, se gostaram ou não, podem comentar. Curtam a nossa página no Facebook, mandem críticas e sugestões caso tenham.
Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s