Review Magi: The Labyrinth of Magic 244 – O Recipiente do Rei

Olá de novo pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim, e que tenham lido esse capítulo de Magi.

Magi: The Labyrinth of Magic 244 – O Recipiente do Rei

Continuando com Bai-Long (Hakuryuu) no seu desafio ao dungeon, ele e Judal continuam no desafio interno que para conseguir passar no teste, eles precisam superar o que guardam de ruim dentro de si para seguir em frente. Só que o que vemos nesse capítulo, primeiramente é Bai-Long questionando mentalmente com sua irmã porque ela não fez nada e também criticando os seus primos, alegando que eles se enrabicharam pro lado da Arba e tão com ela pro que der e vier. Ele provou nesse capítulo que o ódio dele é cego e que não sabe de nada das intenções da sua irmã e dos seus primos. Claro que é fácil falar sendo que só nós vimos a verdadeira intenção de Hóngyán (Kouen) em relação à Al-Thamen, mas mesmo as escolhas dele sendo pra lá de contestáveis, ele não quer a mesma coisa que Arba.

Então nesse capítulo vimos que o ódio cego de Bai-Long e Judal é muito mais forte que qualquer outra coisa, um culpa a família por tudo enquanto o outro culpa o destino. E a disputa que vai ser travada no futuro vai ser sobre isso, seguir em frente ou abandonar tudo, consertar o que tá de errado ou destruir tudo, essas são as principais dicotomias que vão entrar em conflito entre Aladdin e Ali Babá na minha opinião, e cada vez mais tô torcendo pra ver essas lutas.

O poder dos dois também foi algo que evoluiu bastante, tanto que Judal pela primeira vez captura um djinn na força, Belial não aceitou Bai-Long, ele recusou pelo ódio que tinha, mas Judal conseguiu pegá-lo pelos poderes novos que conseguiu.

Comentários Finais:

– Foi um capítulo bom, de leitura fácil e rápida, mas sem ser um capítulo raso.

– Agora Bai-Long é a terceira pessoa a ter mais de um djinn(as outras duas são Sinbad e Hongyan), o que me faz pensar que Ali Babá deve capturar mais um djinn ou então os ruhks negros que ele tem (quando ele vai pro coliseu o mestre dele percebe isso) vai se manifestar e dar mais poderes pra ele, mas só que isso é um risco.

– Sim, vou usar nomes em mandarim porque combinam com um reino que é baseado na China e não no Japão.

– Assinei Magi e devo receber essa semana os três primeiros volumes em casa, aí eu faço a Versão Brasileira de Magi conforme prometi.

Então é isso. Comentem o que acharam do capítuloe da review, se gostaram ou não, podem comentar. Curtam a nossa página no Facebook, mandem críticas e sugestões caso tenham.
Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s